Lyoto Machida retorna ao octógono no UFC Fight Night 119

Por

Evento acontecerá dia 28 de outubro no Ginásio do Ibirapuera, em São Paulo

Campeão meio-pesado (até 93kg) pelo Ultimate Fighting Championship em 2009, o brasileiro Lyoto Machida, de 39 anos, está de volta ao octógono depois de mais de dois anos longe. Isso porque em Junho de 2015, depois de ser derrotado pelo cubano Yoel Romero, o brasileiro acabou sendo pego no doping e foi suspenso por 18 meses. O retorno do Dragão será dia 28 de outubro, no ginásio do Ibirapuera, em São Paulo, pelo UFC Fight Night 119, na categoria médio (até 84kg), contra o norte-americano Dereke Brunson.

Durante o lançamento do evento na capital paulista, em entrevista coletiva, o carateca declarou: “Para mim é um momento muito importante. É a minha volta. Cogitavam que fosse no exterior, mas eu queria realmente lutar no Brasil. Voltar depois de dois anos, com a oportunidade de lutar no Ibirapuera, e vai ser um grande momento”. O experiente lutador não terá vida fácil em seu retorno e vai duelar com um oponente que vem de vitória contundente em junho desse ano, e uma derrota apertada para Anderson Silva, em novembro passado, atuação que surpreendeu muitos especialistas.

Brunson, de 33 anos, ocupa a sétima posição no ranking da categoria, enquanto que Lyoto não se encontra nem entre os 15 primeiros. Entretanto, o cartel do brasileiro é melhor: 22 vitórias e 7 derrotas, contra 17 vitórias e 5 derrotas do wrestler norte-americano.

O confronto promete ser exatamente o que Machida gosta: oponente encurtando a distância pra derrubar, indo pra cima com agressividade, com isso, dando abertura pro espetacular contra-golpe do brasileiro, especialista nesse movimento. No entanto, o tempo que Lyoto se encontra sem realizar lutas oficiais, bem como o vigor físico de Brunson, serão os fatores a favor do lutador visitante. Com uma idade mais avançada diante de um lutador muito explosivo, vai ser interessante ver se a esquiva do brasileiro está em dia. Porém, por causa de sua experiência, motivação por retornar e por lutar em casa, além do estilo de luta combinar com o do adversário, Lyoto Machida é a minha aposta para vencer, mas não será uma luta fácil.

O Evento

O UFC Fight Night contará com a participação de 13 brasileiros, sendo oito pelo principal card do evento (incluindo Machida). Dentre eles, destaque para o representante do co-main event, Demian Maia, que hoje ocupa o terceiro lugar no peso meio-médio (até 77kg), e duelará com Colby “Chaos” Covington, oitavo no ranking. Com seu jiu-jitsu sempre muito afiado, Maia tem 25 vitórias e 7 derrotas no cartel - quatro vitórias e uma derrota nas últimas cinco lutas. No entanto, a derrota é o resultado mais recente do brasileiro, que viu os juízes declararem o atual campeão da categoria, Tyron Woodley, como mantenedor do cinturão no UFC 214, em julho.  

Chaos é “casca grossa”, está há quase dois anos invicto, venceu quatro dos seus últimos cinco confrontos e soma 12 vitórias em 5 anos como lutador profissional de MMA. Nas últimas quatro vitórias, duas foram por decisão unânime dos juízes, uma por nocaute e uma teve a finalização como caminho. A expectativa é de uma luta muito estudada, com muito confronto corpo a corpo e com grandes chances de ir para o chão. Lutando em casa e sendo mais experiente, além de se sentir à vontade com a luta no chão – ele é um dos melhores lutadores de jiu-jitsu da história do UFC - Demian Maia é a minha aposta para terminar a luta com os braços erguidos pelo árbitro.

Um confronto sul-americano também vai deixar o ginásio do Ibirapuera fervendo. Trata-se do brasileiro John “Hands of Stone” (“Mãos de Pedra”, em tradução livre) Lineker e o equatoriano Marlos “Chito” Vera. Na quinta posição da categoria peso-galo (até 61kg), Lineker vem de derrota para T.J. Dillashaw, no UFC 207, realizado em dezembro de 2016. Porém, o brasileiro tem um ótimo cartel com 29 vitórias e 8 derrotas, sendo que, desde a sua estreia no UFC, em 2012, foram 10 vitórias e apenas 3 derrotas. Com uma ótima altura pra categoria (1,72m), Chito possui 14 lutas na carreira – 10 vitórias, três derrotas e um empate – e vem de três resultados positivos consecutivos. Apesar da velocidade do brasileiro e de sua maior experiência, a diferença de tamanho deve desequilibrar a favor do equatoriano, que se souber manter a distância com socos e chutes retos, tem tudo para causar danos que vão minar a resistência de Lineker. Minha aposta é no visitante com vitória concedida pelos juízes.

Card Completo

Peso pesado

Christian Colombo x Marcelo Golm

Peso médio

Lyoto Machida x Derek Brunson

Antonio Carlos “Cara de Sapato” x Jack Marshman

Thiago Santos x Jack Hermansson

Peso meio-médio

Demian Maia x Colby Covington

Elizeu dos Santos x Max Griffin

Luan Chagas x Nico Price

Peso leve

Francisco “Massaranduba” Trinaldo x Jim Miller

Peso pena

Hacran Dias x Jared Gordon

Peso galo

Augusto Mendes x Boston Salmon

Pedro Munhoz x Rob Front

John Lineker x Marlos Vera

Peso mosca

Deiveson Figueiredo x Jarred Brooks

Para apostar em outros esportes, clique aqui: https://www.bumbet.com/sports

Conheça nossas promoções: https://www.bumbet.com/promocoes?menu=secondary

 Você também pode gostar: https://www.bumbet.com/artigos

 

Ainda não tem conta no Bumbet? Cadastre-se agora e viva momentos únicos jogando seus jogos favoritos, com até R$ 1500 em bônus de Boas-Vindas.

CADASTRE-SE