Itália x Uruguai e Espanha x Colômbia agitam a quarta-feira de amistosos

Por
International friendly matches make preparations for the 2018 World Cup

APOSTAR AGORA

 

Itália x Uruguai e Espanha x Colômbia agitam a quarta-feira de amistosos


Seleções da Europa e América do Sul se reúnem para ganhar ritmo para as Eliminatórias

Com o fim da maioria das temporadas dos clubes, as seleções dos mais diversos países entram em campo neste meio de semana para os amistosos das “datas Fifa”, como a entidade chama as ocasiões em que as seleções se juntam para fazer amistosos e gerar a atenção daqueles que se atraem apenas pelo futebol entre países.

E há dois encontros especialmente imperdíveis nesta quarta-feira (7).

O primeiro deles está marcado para as 15h45 (de Brasília) em Nice, na França, fronteira com a Itália, envolvendo as seleções de Itália e Uruguai.

O confronto tem um objetivo claro: dar ritmo a ambas as equipes em busca de um fim tranquilo nas Eliminatórias para cada uma delas. A Itália está no Grupo G, empatada em 13 pontos com a Espanha, e brigando ponto a ponto pela vaga direta. Das duas seleções, uma será obrigada a ir para a repescagem que envolve as melhores segundas colocadas em busca da passagem para o Mundial da Rússia do ano que vem.

O Uruguai tem uma missão mais tranquila. A equipe comandada pelo eterno técnico Óscar Tabarez era a vice-líder na América do Sul, atrás apenas do Brasil, mas caiu uma posição e agora é a terceira. E é bom que a Celeste enfrente seleções de ponta. Tudo porque ela tem pela frente um pesado encontro na retomada do classificatório: ninguém menos que a Argentina, que vai estrear seu técnico, Jorge Sampaoli,  justamente no clássico do Rio da Prata contra os uruguaios no dia 31 de agosto em Montevidéu.

Vale lembrar que Itália e Uruguai se encontraram na Copa do Mundo de 2014, realizada no Brasil. E deu Uruguai por 1x0, em jogo quente e muito famoso até hoje pela mordida do atacante Luis Suárez no zagueiro Giorgio Chiellini. Suárez, machucado, não estará em campo. Chiellini sim treina normal e é esperado para atuar.

O encontro entre a Celeste e a Azzurra tem favoritismo prévio da seleção da Itália, que aparece bem adiante das opções seguintes, que são a igualdade e ainda depois a possibilidade de triunfo do Uruguai.

A Itália também não estará completa. O atacante Marco Verrati, do Paris Saint-Germain, foi cortado em virtude de uma lesão na virilha. O Uruguai, por sua vez, não contará nem com Suárez e nem com Cavani, que se machucou no começo do amistoso do último domingo em Dublin, quando o Uruguai perdeu para a Irlanda por 3x1 em uma partida que chamou a atenção pela fraca qualidade uruguaia sem Suárez ou Cavani.

O outro jogo da quarta-feira terá duas seleções de tradições um pouco menores, embora ambas tenham craques e momentos históricos que animam todo e qualquer fanático que resolva destinar seu tempo para acompanhar Espanha x Colômbia às 16h30 (de Brasília). O amistoso será em Múrcia, no Estádio Nueva Condomina.

A Espanha e a Colômbia vão se encontrar com os mesmos objetivos de Itália e Uruguai: ganhar ritmo para as próximas partidas das Eliminatórias. A Espanha está em sua luta ponto a ponto com a Itália. E a Colômbia comandada pelo técnico argentino Jose Pekerman vai precisar dar realmente tudo de si se não quiser ver a Copa do ano que vem pela televisão. 

A Colômbia é a segunda colocada, atrás apenas do Brasil, mas é seguida de muito perto por Uruguai, Chile e Argentina, países que têm mais craques e mais condições de suportar a pressão nas rodadas finais.

O jogo de Múrcia guarda uma curiosidade: será o reencontro de James Rodríguez com seus companheiros de Real Madrid, mas agora em lados opostos. O jovem meia-atacante colombiano, que teve méritos em ser escolhido como uma das estrelas do Mundial de 2014, está vendo sua chama se apagar a cada semana.

Ele sequer foi relacionado pelo técnico Zinedine Zidane para a grande decisão da Champions League contra a Juventus, e agora vai tentar provar, sob o comando de José Pekerman, que tem condições de demonstrar seu bom futebol que, verdade seja dita, não está fazendo falta ao Real Madrid que vem sendo campeão de tudo.

As previsões para a tarde desta quarta em Múrcia dão ampla vantagem à Espanha, campeã mundial de 2010. A equipe que hoje é comandada pelo técnico Julen Lopetegui aparece praticamente como a vencedora de antemão, surgindo com chances bem maiores de triunfo que a Colômbia. O empate está bem no meio entre as duas oportunidades de vitória.